O Contacto no Acolhimento Familiar: O Que Pensam as Crianças, as Famílias e os Profissionais

11.25


Capa Traseira

A importância atribuída ao contacto no acolhimento Familiar (AF) entre a criança ou jovem (CJ) em acolhimento e a sua família de origem (FO) tem vindo a crescer, quer a nível da intervenção social quer a nível da literatura científica (Atwool, 2013; Sen & Broadhurst, 2011; Sinclair, 2005). Este aumento deve-se essencialmente ao reconhecimento do seu impacto, individualmente ou conjugado com outros fatores, no desenvolvimento da CJ, no trabalho desenvolvido pelos acolhedores, na cessação ou rutura dos acolhimentos, e na reunificação familiar. O presente estudo tem como ponto de partida indagar as complexidades e desafios que se encontram associados aos contactos e às visitas, em particular, tanto ao nível intrapessoal de cada um dos intervenientes, como no âmbito do relacionamento interpessoal, para os acolhedores, para os pais ou membros da FO e para os técnicos das Instituições de Enquadramento (IE), que promovem, acompanham e avaliam as colocações, bem como para as CJ que são centrais nestes processos.

Autores: Alexandra Sousa, Ana Bertão, Dulce Moreiras, Isabel Timóteo, Joana Oliveira, João M. S. Carvalho, Maria Teresa Marques, Paulo Delgado, Raul Martins, Sandra Lima, Vânia S. Pinto

Datalhes do Livro

Data Publicação

ISBN

Idioma

Temática

Páginas

181

Coordenação

Autor

Paulo Delgado

Publisher

Mais Leituras

Reviews

Reviews

There are no reviews yet.

Seja o primeiro a avaliar "O Contacto no Acolhimento Familiar: O Que Pensam as Crianças, as Famílias e os Profissionais"

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *