A Organização do «Objecto» e os Primeiros Meses da Vida da Criança


Capa Traseira

Fac-simile da obra com o mesmo título, publicada em 1983.

Relendo A Organização do “Objecto” e os Primeiros Meses da Vida da Criança, quase quarenta anos após a sua publicação, veio-me reiteradamente à memória o nome de uma obra já clássica da chamada literatura épico-fantástica e que em Portugal foi traduzida do original alemão com o título de A História Interminável. Trata-se, aparentemente, de uma ligação bizarra porque nada permite encontrar conexões entre os conteúdos onírico-fantasiosos urdidos na fábula de Michael Ende e o exigente exercício de racionalidade científica que o livro de Isolina Borges descreve com rigorosa circunspeção crítica. Todavia, o sentido de estranheza é menor quando nos apercebemos que esta última obra versa sobre uma demanda, também ela, inconclusa. Se no primeiro caso a narrativa se enreda numa sequência infinda de eventos, no segundo as ideias e as discussões desenvolvidas levam a entrever os caminhos que ficaram ainda por trilhar.
Pedro Lopes dos Santos
Universidade do Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação

Datalhes do Livro

Data Publicação

ISBN

Idioma

Temática

Páginas

348

Editor

Colecção

Contributos para uma memória futura

Autor

Maria Isolina Pinto Borges

Publisher

Mais Leituras

Reviews

Reviews

There are no reviews yet.

Seja o primeiro a avaliar "A Organização do «Objecto» e os Primeiros Meses da Vida da Criança"

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *