A Convenção Europeia dos Direitos do Homem Anotada e Protocolos Adicionais Anotados

18.00


Capa Traseira

A Convenção Europeia dos Direitos do Homem está pouco divulgada em Portugal, o mesmo acontecendo aos seus Protocolos adicionais. Não é estudada nas Faculdades de Direito, não é invocada pelos advogados nos tribunais senão muito raramente, e quase sempre de forma conclusiva, não é aplicada e é ignorada pelos juízes quando é invocada nos articulados e nas alegações das partes, mesmo quando estas invocam a respectiva aplicabilidade para os efeitos do artigo 35º da Convenção. A jurisprudência do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem é, genericamente, desconhecida ou ignorada. Por fim, pouco ou nada é publicado sobre o tema. Outros confundem o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem com o Tribunal de Justiça da União Europeia.
O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem foi criado no âmbito do Conselho da Europa, uma organização intergovernamental de cooperação, fundada em Londres, em 5 de Maio de 1949, com sede em Estrasburgo, local onde o Tribunal tem a sua sede. Há ainda quem confunda a organização inter-governamental Conselho da Europa com uma instituição da Comunidade Europeia ou União Europeia que se chama Conselho da União Europeia, também conhecido por Conselho Europeu. O Tribunal de Justiça da União Europeia tem a sua sede no Luxemburgo e, obviamente, as competências são bem diferentes.

Requisitar
Categoria: Etiqueta:

Datalhes do Livro

Data Publicação

ISBN

Idioma

Temática

Páginas

392

Autor

Jorge de Jesus Ferreira Alves

Publisher

Legis Editora

Reviews

Reviews

There are no reviews yet.

Seja o primeiro a avaliar "A Convenção Europeia dos Direitos do Homem Anotada e Protocolos Adicionais Anotados"

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *